© 2019 by T E C L A MKT & PRESS

  • Thalia Zortéa

Veja o passo a passo para usar storytelling na sua narrativa



Você sabe contar histórias por meio da técnica de Storytelling? Não? Leia até o final e descubra.


Antes de mais nada, storytelling é a capacidade de contar histórias de maneira relevante, usando recursos audiovisuais e a jornada do herói para construir uma narrativa mais chamativa.


Com certeza, você já ouviu a história da Rapunzel, da Cinderela ou da Mulan. Ou também já assistiu Moana ou Valente. O que tudo isso tem em comum? Um enredo, com personagens, começo, meio e fim. Sem contar o clímax, o ponto mais alto de tensão da narrativa.


Mas, você sabia que é possível usar a storytelling como parte da narrativa da sua marca nas redes sociais?


Uma das principais vantagens é a diferenciação do seu conteúdo com o dos seus concorrentes. Assim, você se aproxima do seu público e seu cliente terá mais facilidade para se lembrar da sua empresa.


Algumas dicas para começar

Quanto mais interativo e visual, melhor ficará a sua história e a sua aproximação com a persona da empresa. Por meio da jornada do herói, o primeiro passo é descrever uma situação real e comum para o seu público. O que todos ou a maioria deles passam cotidianamente que você conseguiria resolver? (Lembre-se: ainda é sua estratégia de marketing para as redes sociais).


Apresente o problema, incentive a aproximação entre você e o cliente. O segundo passo, é chama-lo para a aventura, para uma possível solução. Sabe quando o seu público diagnostica o sintoma e descobre o que fazer para mudar? Estamos nesta etapa. Mas, que personagem não reluta um pouquinho para a mudança, não é mesmo? Use isso para a sua narrativa. Geralmente, precisamos encontrar um mentor (ou a sua empresa) para encarar os desafios e, assim, superamos o medo da inovação.


Lembra do filme Enrolados, quando a Rapunzel vive uma mistura de liberdade e medo ao sair da torre acompanhada do Flynn? É exatamente nesta fase da história que nos encontramos.



O seu cliente começa a experimentar os produtos e serviços do seu negócio e partir daí recebe boas recompensas. Quais são elas? Não seria legal apresentar os resultados da sua melhor case dessa forma?


Só que, como toda boa história, você precisa de um clímax. Qual provação seu personagem passou, em que momento ele vê o abismo e só a sua empresa pode resolver? Aqui, você pode falar da história daquele cliente que mudou de fornecedor ou foi para a empresa concorrente, mas logo voltou. O que acha? É o momento de apresentar a transformação, o ponto mais alto da história, quando ele tem um insight para mudanças. Quais são as consequências dessa tentativa? Quais foram as melhorias e os retrocessos?


Assim como nos contos, o final feliz é quando esse cliente domina seu problema inicial. Descreva isso, conte, aproxime seu potencial cliente das soluções que você e sua empresa oferecem.


Não se esqueça que não é preciso inventar nada (e nem indicado). Você pode apresentar a história de um cliente ou de uma case, utilizando apenas as técnicas de storytelling, tornando-a mais atrativa.


Achou legal? Continue lendo o nosso blog e até a próxima!